quinta-feira, maio 26

Desapego


Desapego

Rápido
Entrou pelos meus olhos
E perdeu-se
Na curva do meu coração
Que te acolheu
No beijo que me deu
Me vi
Te amando

Seu cheiro ainda estava
Em minhas mãos 
Ao abrir a janela
Da minha cela
E te soltar com cautela

Breve
Terei aprendido o desapego
De você
Mesmo me perdendo
Na parte que te deixarei ir
Ficarei

(Carla Fernanda)

Imagem: poramavoce.blogspot.com

42 comentários:

Simone Martins2 disse...

E bom praticarmos o desapego, mas mesmo assim, ainda sofremos pois restam sempre as lembranças...bjin...belo e intrigante!

Mafia Sonora disse...

Praticar o desapego nessas circunstâncias é complicado realmente, mas nada que o tempo não nos ensine, beijão Carla.

Poeta del Cielo disse...

Sempre o sentimento puro en suas letras, sempre elas saben llegar al coracao.. belo o poema Carla... parabens amiga...

saludos
Otima semana
abracos

Hugo de Oliveira disse...

Eu ainda não sei lidar com o desapego...até preciso aprender.

silvo disse...

Me necanta, Carla, besos

ANRAFERA disse...

Sentimientos, intimo, personal...bello poema, Carla.
Me ha gustado mucho, así como la composición que has expuesto, representa bien lo expresado.
Cordial saludo desde España.
Ramón

José Sousa disse...

Sempre que aqui venho tenho um poema de sentimentos tão gostoso!

Um bj.

Aleatoriamente disse...

Bom dia amiga,
sorvendo teu poema lindo.

Beijinho
Fernanda

Everson Russo disse...

Precisamos desapegar de vez em quando sim,,,pra nos entendermos melhor,,,pra aprendermos que temos forças pra seguir,,,,grande beijo de lindo dia pra ti...

voce tem tido problemas no blogger? hoje aqui em casa nao funcionou no Mozilla,,,super estranho.

Ricardo Steil disse...

O triste não é se desapegar
O triste é quando o outro
Do outro lado
Se desapega da gente

Quem sabe um dia
Ela volte...
Volte a ser o que era
Não o que me contam
Não o que escuto
Por meio de bocas
Alheias

Mas, não acredito mais
Em retornos

Há momentos que
Para se desapegar
É preciso também
Desacreditar
No regresso

Beijos Carlinha, mais um lindo poema que nos inspira a escrever versos logo cedo.

AC disse...

A vida é feita de encontros e desencontros, mas ficam sempre os aromas...

Beijo :)

Carla Fernanda disse...

LIndo Ricardo!
A vida sem retornos ... é assim ... para você e para mim.
Bom dia

Sandro Ataliba disse...

Se for bom, volta. Sempre volta.

Dave disse...

Desapegar é tão difícil... Principalmente quando tentamos praticar o desapego sabendo e sentindo que existem inúmeras possibilidades de "bate e volta"

Beijo!

Fred disse...

Taí um exercício bem complicado de praticar... hehehe! Bjz!

Leonel disse...

Bela poesia, Carla!
Eu vi o dilúvio em Aracaju na TV!
Vixxxi!
Abraços!

Guará Matos disse...

Viver como nós desejamos e precisamos, mesmo que para isso seja necessário um bye geral.

Bjs.

Guará Matos disse...

Viver como nós desejamos e precisamos, mesmo que para isso seja necessário um bye geral.

Bjs.

reptilio disse...

cada dia me dan mas ganas de ir a tu pais ;D

duendes disse...

Ola amiga ,
muito bom este post nos faz refletir ....
querida passa no nosso blog temos um pedido a lhe fazer si der é logico!!!
mil beijinhos.

Bruno JP Teixeira disse...

SHOW... TENHA UM ÓTIMO DIA.

ABRÇS.
BRUNO JP TEIXEIRA - O PORTUGA
http://brunojpteixeira.blogspot.com/

.:*Aline*:. disse...

Sofremos horroooores com o desapego... por mais boba que a coisa pareça para os outros, o que eh nosso eh nosso.
Porém, muitas vezes não se trata de opção..
Bju!!!

Anônimo disse...

"Sinta sempre a liberdade
de poder voar,
olhe sempre o horizonte...
por mais distante que ele possa estar ...
dê asas aos sonhos...
Não deixe que a vida passe,
sem que ?
Você tenha voado em busca da felicidade,
de ter alcançado por algum instante,
e tocado por algum momento ...
um sonho ... com um pensamento!!!

(desconhecido)

BOA Tarde CARLA
AMIGA ESTOU COM DIFICULDADE EM DEIXAR RECADO PORQ A GOOGLE AGORA PEDE SENHA. ELA SO DEIXA COMO ANONIMO MAIS SOU EU BRISA SUAVE.
http://brisa-petala.blogspot.com/

BEIJOS

GRAÇA disse...

Muito bonito, PARABÉNS
Obrigada pela tua colaboração,mas tenho que dizer.. que tens que voltar pois não votastes nos gatos(as) que estão na postagem anterior
Ronrons da Kika e beijinhos da dona
Graça

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Oi,Carla, me ensina essa fórmula do desapego. Beijos

Mari Amorim disse...

Carla,
Desconstruir,é algo doloroso...
Aproveito para agradecer-lhe a visita e a interação,na homenagem de meu amigo Elcio,do blog Verseiro.
Deixo-lhe um abraço,cheio de boas energias!
bjs!
Mari

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Carla
O amor é assim mesmo, com a mesma rapidez que vem, vai embora. Outros virão.
Bjux

Sonhadora disse...

Minha querida

Ensinar ao coração o desapego é muito dificil ,mesmo que as mãos e o corpo queiram, com o que fica é mais complicado, deixo o meu beijinho com carinho.

Sonhadora

Carla Fernanda disse...

Carlos ainda tô aprendendo. Poderia te ajudar falando que DESAPEGO tem 8 letras e 8 é meu número de sorte. Já é um bom começo?
kkkkkkkkkk

Bruno JP Teixeira disse...

ESPERO QUE TENHAS CONSEGUIDO MESMO TER UM ÓTIMO DIA.

DESAPEGO É DIFICIL MAS NÓS CONSEGUIMOS!

ABRÇS.
BRUNO JP TEIXEIRA - O PORTUGA
http://brunojpteixeira.blogspot.com/

Vozes de Minha Alma disse...

Lindo poema como sempre divino.
(Tentei postar um comentário, porém não consegui) Talvez problemas do blogger.
Um abraço, bjs.

Majoli disse...

Ah esse tal de desapego, aprendi a lidar com ele não.
:(

Minha querida, tenha uma noite de paz.
Beijos no coração.

Flor de Lótus disse...

Oi,Carla!Desapegar-se não é fácil,mas é necessário...
Beijoss

MARILENE disse...

E viva a liberdade, pois só assim há retorno no amor.

Bjs.

RELTIH disse...

SIEMPRE ES UN GUSTO LEERLA. BELLO TEXTO.
UN ABRAZO

Lindalva disse...

Boa noite afilhada do coração. Vim te comunicar que seu voto foi computado com sucesso na final do 4º Pena de Ouro. Agradeço com muita alegria a sua participação no evento e te espero domingo, dia 29 no Ostra da Poesia, quando será entregue o prêmio ao vencedor. Beijos e beijos e não esqueça que tua madrinha, euzinha estarei na Copa blog apartir de domingo ok?

Carla Fernanda disse...

Como em Carmen, Marlene "O amor é pássaro livre" e não há nada que possamos fazer. Concordo!

Carla Fernanda disse...

Sandro, às vezes, a vida é que não permite mais o regresso...

Toninhobira disse...

Tem certos momentos na vida que é melhor ficar no matutando,cortando um pedaço de fumo de rolo naquela reflexão mineira e quando levantar sair lindo decidido,pronto para o recomeço.Viver é estar neste eterno recomeço né Carla?
Abraço mineiro de flor.
Bju.

Anônimo disse...

Que lindo poema Carlinha, você é colossal.

Nos encanta com sua inspiração e com a gentileza de seus comentários. Obrigado

Um beijo do Zé Carlos

Carla Fernanda disse...

:D
Só mineiro Toninho!
É o que tem que fazer mesmo uai! E tá pronto!
kkkkk
:D

Anônimo disse...

É bom aprender o desapego, o problema é que nem sempre o coração quer entender! Parabéns pelo belo poema!
Não estou a conseguir comentar com a conta do google.
Célia Gil