domingo, novembro 17

Nada Em Troca

Nada Em Troca
 
Imprudente o amor
Escapa das mãos entre os dedos
E chega livre ao coração fazendo alianças
A própria vida dele floresce
Eu também

E se não
Precisasse tanto existir
Não haveria saudade, no fundo
Nem perfume ou dores
Nas notas de Bach
  Criando laços

De sol e abraços
Que bebo com lábios sedentos
Pulsados ao ritmo do mesmo
Silêncio nascido
De duas ou
Mais

Palavras eminentes
Ausentes de fim
Muitas vezes
Coerente

É o amor
Detalhe sutil e durável
Bem despido decerto
Vivido ainda é
Pouco

Este ser
 Inocente e louco
Impulsivo 

Reconheço 
Indelével e invencível
Invisível e inegável 

(Carla Fernanda)

31 comentários:

✿ chica disse...

O amor é assim.Nada o pode apagar! Linda!beijos,chica

silvo disse...

Parece tener vida propia y que ilumina, enaltece, provoca buenas sensaciones, anima, es bello de por sí, es bueno, beijinhos!

irene alves disse...

Maravilhoso este poema sobre o
amor. Adorei.
Desejo que esteja a passar
um bom domingo.
Bj.
Irene Alves

Jota Effe Esse disse...

O amor é assim mesmo, todo surpresa, todo mistério, mas no fundo sincero. Meu beijo.

Braulio Pereira disse...

aqui tanbem há muito amor

faz-nos falta dar amor a mundo

bom fim de semana



beijos e poesia

ONG ALERTA disse...

Amor deixa marcas...
Beijo Lisette

Toninho disse...

O quer e pode o amor,que suas palavras traduzem com a elegancia que vai bem na poesia.Que bom voce voltar nestas belas partilhas.Estou feliz nobre representante das Gerais.
Um carinhoso abraço e muita paz e alegria na nova semana.
Bjo.

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Olá Carla! Fico feliz que tenhas voltado e, como sabes, será sempre um prazer receber-te, assim como visitar-te. Adoro teu espaço, pois sempre encontramos belos poemas como este que ora nos presenteias.

Beijos e uma ótima noite de domingo pra ti e para os teus.

Furtado.

MARILENE disse...

Carla, que bom ver que resolveu voltar ao blog. E arrasou com esses versos. Que seria de nossos sonhos sem amor? Ele é sorrateiro, mas sempre bem recebido. É acalentado e, se parte, deixa saudade e inúmeras lembranças. Grande beijo.

Ives disse...

Sua poesia é um nota de Bach, com flores à plateia saboreando as ondas divinas das palavras em suas formas mais divinas! abraços

eder ribeiro disse...

Sempre será pouco para o amor, o viver e o tempo, pois dos dois sempre se requererá muito e mais. Bjos.

Giancarlo disse...

Poesia molto bella. Felice inizio settimana...ciao

Rô... disse...

oi Carlinha,

o amor é inexplicável,
mas é profundo,
intenso e verdadeiro,
lindo seu poema...

beijinhos

José Carlos Sant Anna disse...

Um belo poema, Carla, impregnado de um lirismo puro para conceituar o amor. E o consegues, pois, sabemos, é sempre difícil fazê-lo tão bem como o fizeste.
Agradeço a tua visita. Também gostei do tua casa.
beijo,

Bell disse...

Oi Carla

adorei sua visita no meu blog, vim retribuir e já estou a seguir.


bjokas =)

meusegredosbell.blogspot.com.br/

Carolina disse...

Bom dia Carla,
oh, suas palavras lindamente poeticas estao sempre la para nos fazer pensar que apenas pouco mais... voce e absolutamente deliciosa e... sem amor nada somos! :)
abracos.

Élys disse...

Agradeço a sua visita e encantou-me esta sua linda poesia. Votarei aqui muitas vezes.
Beijos.

Marian disse...

¡Gracias Carla por tu visita!
¡Que lindo y bello poema! Te felicito.¡Feliz semana!
Un abrazo. Bendiciones!!!

Daniel Costa disse...

Carla, belo poema, bons momentos de poesia. Amei!
Beijos

Mauro S disse...

Quanto aos filmes fui vendo com o passar dos anos, claro, quanto ao Tumblr, estou acho que há 15 dias por aí, na verdade comecei em 2012 só que não via graça e também não sabia usar, essa é que é a verdade, quando "captei" a coisa, não parei mais, de todos os programas, é o mais tranquilo, como gosto de fotos, é o meu programa do momento. Faz um sim, e usa devagarinho, quando tiveres tempo. Beijos e valeu pelos comentários aqui.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Que bom você de volta, Carla. E voltou em grande estilo, desfilando o amor, esse tema infindável. Tudo o que se disser sobre o amor, é bom e você com capacidade, falou de uma forma diferente e bela. Parabéns. Beijos.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite, Carla!
Bom retorno...muito feliz por isso!
...amor sem esperar nada em troca é o melhor, simples e poderoso.
Agradeço pelo carinho,obrigado, bela semana, beijos!

R. R. Barcellos disse...

Voltaste.
"Como a ave que volta ao ninho antigo"...

Beijo.

Pedro Coimbra disse...

Olá Carla Fernanda,
Agora fui eu a chegar aqui.
E é para ficar.

SOL da Esteva disse...

Querida Carla

O Amor é condescendente e tolerante; tudo aceita em seu nome.
A nós, cabe-nos usufruir, partilhar, sofrer ou alegrar, sempre fiéis ao sentimento.
Beleza de Poesia!


Beijos


SOL

Nómada planetario disse...

El amor tiene una fuerza imparable, es la génesis de toda creación bella.
Besos en el silencio de la noche.

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Oi Carla! Passando para agradecer a tua visita e comentário, te cumprimentar e desejar uma ótima tarde pra ti e para os teus.

Beijos e fiques com DEUS.

Furtado

Filha do Rei disse...

Carla,parabéns.Teus textos são cheios de emoção,sensibilidade,profundos.Tenha lindos dias.Bjss

Leonel disse...

Voltastes mais inspirada do que nunca!
Parabéns, Carla!

Andradarte disse...

Gosto dos seus poemas.....Mas este
está 'demais'....
Bijo

Cris Henriques disse...

Olá Carla!

Bonito o poema, mas se é imprudente, então não é amor. É paixão!

Beijos,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com