quinta-feira, outubro 20

Dias Sem Sol


.

Dias Sem Sol 

Heterogêneos
São sempre assim os dias
Quando tento misturá-los e aquecê-los
Com o calor do sol que se esconde
Das nuvens de chuva

Como também o sou
Um pouco de dois jeitos
Brincando com a luz do coração
Às sombras da tempestade
  Chamada saudade 

(Carla Fernanda)

28 comentários:

silvo disse...

Hoy es un día de esos aquí, debemos de saber que como el sol está igualmente también están los sentimientos aunque parezcan adormecidos, beijinhos!

Magia da Inês disse...

°º✿
º° ✿✿♥ ° ·.
Nesses dias cinzentos é
sempre bom lembrar como o sol é maravilhoso em nossas vidas...
Boa quinta-feira!
Beijinhos.
Minas. °º✿
º° ✿✿♥ ° ·.

Ives disse...

Olá Srta, lindo. A tempestade deixa meu coração cheio de nostálgia, e com muita vontade de sonhar, abraços

Aleatoriamente disse...

Carla o sol é mesmo um amigo iluminado.
Misturá-los muitas vezes, brota um sentimento especial com o cinza.

Beijinho amada.

Solange disse...

a saudade poetada de uma maneira abrangente..
gostei!

bjs.Sol

Everson Russo disse...

Dias sem sol são instigantes e poéticos, com suas cores opacas,,,seus momentos cinzas e aquela chuva que bate insistentemente na janela...beijos de bom dia pra ti querida.

Andradarte disse...

Saudade.....Um sentimento sempre presente....
Que bom, ter gostado tanto do video...Valeu..
Beijo

R. R. Barcellos disse...

Os contrastes da natureza refletidos na alma poética adquirem significados poéticos... e belos.
Beijo, Carla.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Carla, como habitual gostei imenso das palavras que vc escreveu e juntou de forma tão delicada.
Adoro também a foto, presumo seja sua. Gostei muito.

Quanto aos dias sem sol... bom aqui em Portugal temos é dias sem chuva que está muito em falta com um outono muito, muito quente!

Bj

Olinda Melo disse...

Querida Carla

É esta dualidade que nos faz assim, frágeis e fortes, com este sentimento de pertença ao mundo, às estrelas, ao Sol e com essa saudade de tudo o que ainda não conhecemos.

Bjs

Olinda

Carla Fernanda disse...

Esta foto foi tirada ontem a tarde da varanda do meu apartamento Rui. Moro em frente a uma praçinha. Obrigada!

ValeriaC disse...

Sublime poema minha querida...pleno de sensibilidade...
Que seja doce o seu dia...beijos
Valéria

Simone MartinS2 disse...

Bom dia..."...e assim, como o sol e necessario, tambem a chuva o é. Então, vamos arcoirisar nossas vidas, iluminando e levando luz para aqueles que precisam!"

Lindo, acho que ja nao sei como descrever minhas emoções ao te ler, mas com certeza, ainda me encantas e me deixa assim, de boca aberta...Com simples palavras, tu es sempre, suave, gentil e direta...Bjin, te adoro! Fique bem!

Leonel disse...

Os dias são mesmo heterogêneos, cheios de altos e baixos, se recusam a ficar planos e homogêneos.
Cuidado com "mulher-cobra" que anda atacando aí em Aracaju! Coisa braba!
Abraços, Carla!

Carla Fernanda disse...

A primeira vez que vi falar desta criatura metade humana, metade réptil Leonel. Fui procurar no google...kkkk. Ainda não tinha ouvido falar no assunto não. Folclore!?!?

Vivian disse...

Olá,Carla!!

Ah!!Dias sem sol me deixam cinza...e morro de saudade do astro rei!!
Tua inspiração é belíssima querida!!!
Beijos pra ti!

Vinicius.C disse...

Olá Carlinha!!

Sempre uma delicia seu blog!

Deixo o meu beijo e desejo a vc uma ótima tarde!

Estou esperando por vc no Alma!

reptilio disse...

Que las cosas buenas siempre esten en tu vida como el sol

abrazos chica

RELTIH disse...

POR ACÁ ESTAMOS IGUAL.
BESOS

Maggie May disse...

eu sou um ser solar, preciso dele, dias cinzentos me deixam sem forças...

"Voando com Borboletas" disse...

Oi Carla...
Que lindo seu texto, quanta ternura!!
Adorei muito, viu!
Venha visitar meu blog tb. Vou deixar aqui para vc um trechinho de meu último post, mas espero vc por lá....bjs
Borboleta

....Se você não tomar suas próprias decisões
Deixando que os outros decidam por você
Se não tomar as rédeas de sua vida
É isso mesmo que você será
Um barquinho de papel sendo levado pelo água,
arrastado pela correnteza
Se machucando pelas margens
Sem perceber a beleza que existe a sua volta...

Nómada planetario disse...

Esos días locos hacen que carguemos con todo tipo de ropa.
Como dicen los noruegos: "No hay clima malo, sino indumentaria inadecuada".
Besos de anticiclón.

Rô... disse...

oi Carlinha,

sou discípula do sol,
e quando não o vejo,
o que me consola,é saber que mesmo
assim ele ali está...
adorei minha querida,
você é extremamente iluminada,
por seus raios...

beijinhos

Cristina Lira disse...

Um encanto cada verso!
Amei tudo por aqui, e vou ficando, e vou lendo...


Bjos no coração e tudo de bom!

✿ chica disse...

Sempre inspirada.Muito legal! beijos, tudo de bom,chica

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia minha linda!
Os raios do sol hj me guiou até aqui para te dar um abraço,e vejo que tuas escritas tbm estão iluminadas pelos raios desse sol que me trouxe aqui...
bjssssssssssssss

Everson Russo disse...

Um final de semana repleto de poesia, amor e muitos versos de paz...beijos e beijos.

@amaliaprade disse...

Gostei muito das palavras. E que saudades do sol!